esqueci minha senha / primeiro acesso

ARTIGOS

Autor: Milton Ivan Heller
25/11/2014

O Papel do Jornal

O Papel do Jornal

O mestre Alberto Dines é autor do livro "O Papel do Jornal" o único bem de produção que não pode ser estocado, nem deveria perseguir lucros e mais lucros, como uma matilha de cães famintos e ensandecidos. O jornal tem ou deveria ter compromisso com a sociedade. O leitor corre às bancas em busca, toda manhã, de notícias, informações e os pareceres de especialistas sobre os fatos relevantes em curso no mundo, e também na sua cidade e no seu bairro com gente assustada com o aumento da violência e do crime nas ruas, a qualquer hora.


Agora há rumores e denúncias sobre os apertos do Departamento Comercial, obrigando nossos honestos patrões a demitir jornalistas dedicados e competentes. Não se diz que suas empresas recebem verbas generosas dos cofres públicos, a título de subvenções e verbas extraordinárias nos períodos eleitorais. Muitos se tornam acionistas de grandes empresas, embolsando recursos de origem duvidosa que jamais aparecem na contabilidade dos jornais.


A introdução da Internet e a agilidade dos noticiários de rádio e televisão fazem a maioria dos diários impressos uma coisa inútil e descartável. Nem poderia ser diferente, pois satisfeitos com as verbas secretas, os donatários desprezam a reportagem e a origem das informações que publicam, burocraticamente. Falta-lhes ânimo para valorizar os seus profissionais, os únicos capazes de praticar um jornalismo agressivo, independente. De mudar a cara de papéis impressos, com alguns anúncios e muita bajulação e servilismo aos donos do poder. De voltar-se para as gritantes necessidades públicas e adotar um jornalismo investigativo.


Muitos bairros de Curitiba, só para exemplificar, têm populações enormes que vivem mal e porcamente. Miséria, esgotos a céu aberto, lixo em terrenos baldios, sem assistência médica, social e outros luxos. Não há mais cidades dormitórios nas imediações de Curitiba. Populações enormes, comércio desenvolvido. Indústrias a dar com o pé. Mas o povão (que não é apenas um detalhe, como diria Zélia, prima do Collor) paga exorbitâncias por um terreninho, em ruas sem pavimentação e vive nas trevas por falta de iluminação pública, etc. Jornal que se preza deve ser plural, com opiniões contraditórias, sem tabus e assuntos proibidos.


*As opiniões publicadas aqui não refletem necessariamente a posição do SindijorPR, são de responsabilidade do próprio autor. Envie também seu artigo: extrapauta@sindijorpr.org.br.

Articulista: Milton Ivan Heller
É jornalista e escritor.