esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

25/01/2021

Nota da Direção do SindijorPR

Nota da Direção do SindijorPR

A Direção do SindijorPR comunica que decidiu não realizar as principais atividades presenciais da categoria em 2021. O Churrasco do Dia do Jornalista, o prêmio Sangue Novo e o Sindijorzão de Futsal seguem suspensos por tempo indeterminado. A realização desses eventos será avaliada conforme a necessidade e condições para que ocorram com segurança e normalidade.


Ano eleitoral do Sindicato, 2021 prevê desafios para as Eleições do SindijorPR. Após avaliar os riscos de um processo presencial, a Diretoria avaliou a possibilidade de adiamento do pleito para o segundo semestre. Com base em todos os impedimentos para a realização no mês de fevereiro, prazo inicialmente previsto para a abertura do processo eleitoral considerando o fim do mandato em abril, a Diretoria optou por propor consulta aos jornalistas em Assembleia Geral Extraordinária, convocada para 27 de janeiro de 2021, em plataforma online, para deliberação da categoria sobre a realização da Eleição 2021 nos dias 16, 17 e 18 de novembro. Sustentam essa posição as seguintes condicionantes:


1. Mesmo com o início da vacinação contra o Covid-19, ainda não existem garantias da inserção dos profissionais jornalistas nos grupos prioritários, não existe data confirmada para a vacinação da totalidade da população e ainda que essa possibilidade exista condicionada à disponibilização e envio de vacinas pelo Ministério da Saúde ainda em 2021, não haverá qualquer possibilidade de reunir jornalistas em torno de um processo eleitoral presencial com coleta de votos em locais de trabalho. Com vários integrantes da categoria em home office, o custo seria ainda mais elevado e, ainda assim, o risco persistiria, tendo em vista que os profissionais que estão cumprindo jornada em casa o fazem em atenção aos protocolos de prevenção à Covid-19. Mesmo com quadro associativo razoavelmente reduzido, o SindijorPR teria dificuldade de garantir o direito de voto a todos os sindicalizados devido às distâncias entre locais de trabalho e residências de cada um dos aptos a votar e devido ao risco de promover aglomeração com a disponibilização de urna fixa na sede da entidade.


2. A realização de forma online seria a alternativa para garantir as condições necessárias para que todos pudessem votar. Da mesma forma, a criação de uma plataforma exclusiva para o Processo Eleitoral gera custos adicionais, fundos não previstos para atividade. No entanto, neste modelo de eleição, nunca realizada antes pelo Sindicato, assume-se o risco sobre o Quórum de 40% para validar a eleição, podendo prolongar o processo virtual, gerando adicionais de custos a cada turno que precise ser realizado. Considerando a hipótese, que não pode ser descartada, de que o processo não consiga os votos necessários, o Estatuto do SindijorPR prevê uma segunda votação com 25% de quórum. Caso ainda assim não se atinja, haveria necessidade uma nova eleição três meses depois.


3. O SindijorPR está com a Campanha Salarial 2020 em andamento mantendo negociação com os empresários para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho 2020/2021 e já nos aproximando da próxima data-base, em maio. Em meio a pandemia de coronavírus, a negociação se arrasta desde junho passado com proposta de retrocessos para a categoria. Entendemos que acumular a organização de um processo eleitoral em meio a este cenários pode ser prejudicial aos jornalistas e desgastante para as negociações, já que haveria transição para novos dirigentes eleitos, caso a Convenção não seja assinada até lá.


4. Em 2014, Assembleia Geral aprovou a alteração do Estatuto do Sindicato e a Data-Base dos jornalistas mudou de 1º de outubro para 1º de maio. Na época, não se modificou a data das Eleições para o segundo semestre, o que permitiria evitar o acumulo da Campanha Salarial e do Processo Eleitoral nos primeiros meses do ano. Hoje, existe uma sobrecarga excessiva para o SindijorPR com a realização de diversas frentes, dividindo atenção dos diretores e dificultando a adesão e participação da base nesses processos.


5. Desde 2016, o SindijorPR vem enfrentando uma crise financeira. A receitas do Sindicato se agravaram após 2017 com a aprovação da reforma trabalhista e o ataque aos sindicatos de trabalhadores. Desde então, a sustentabilidade da entidade se dá exclusivamente por meio de sindicalizações. Em setembro de 2020, no limite da sua condição financeira, medidas administrativas foram tomadas para garantir a manutenção dos serviços aos jornalistas, cortando ao máximo as despesas, com um processo em andamento de recuperação gradual das receitas, nada confortável, mas que mantém as atividades estatutárias em andamento, com exceção das que foram adiadas ou suspensas pela pandemia. Entretanto, considerando um eventual adiamento da eleição, o Sindicato conseguiria ampliar o prazo para realizar a gestão dos recursos necessários à realização do processo eleitoral, mesmo online.


Diante de um cenário complexo e desafiador, a Direção propõe a consulta aos jornalistas sindicalizados, os responsáveis por decidir o rumo da entidade que os representa com a realização da Assembleia Geral.

Autor:Direção do SindijorPR