esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

07/11/2019

Folha de Londrina vai atrasar salários de jornalistas

Foto: Reprodução/Google


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná (Sindijor Norte PR) vem a público repudiar o anúncio do atraso do pagamento dos salários dos funcionários da Folha de Londrina. Na segunda-feira (4), jornalistas foram informados que não há prazo determinado para o pagamento dessas parcelas e tampouco foi respondido o questionamento sobre o prazo para o pagamento do 13.º salário.


O pagamento dos salários é um direito fundamental dos trabalhadores. Não é dado ao empresário o direito de negá-lo, violando a ordem, já que os salários possuem evidente natureza alimentar. O salário é o meio de sobrevivência do trabalhador e seu atraso provoca transtornos desnecessários e vexatórios. Muitos funcionários estão impossibilitados de honrar seus compromissos financeiros, enquanto outros já calculam os prejuízos com juros, multas e outros encargos causados pelo atraso no pagamento. Foi por isso que a Constituição Federal elevou o salário ao nível de direito fundamental, mantendo-o sob o manto protetor de todas as garantias e direitos fundamentais.


Baseados no discurso falacioso da crise financeira, os gestores vêm sistematicamente retirando direitos trabalhistas, atrasando e parcelando os salários dos funcionários, vide o caso do O Diário do Norte do Paraná, que atrasou os salários sistematicamente e acabou encerrando as atividades sem honrar os compromissos salariais dos jornalistas. Ao fazer a opção de lesar os trabalhadores, os gestores prejudicam a execução do trabalho de qualidade do jornal, já que os trabalhadores passarão a ter outras preocupações em mente que não são relacionadas à realização do trabalho, como as preocupações com o pagamento de contas.


O Sindijor Norte PR reafirma seu compromisso com os trabalhadores e trabalhadoras do jornalismo de nossa área de abrangência e coloca-se à disposição para apoiar suas lutas em defesa de melhores condições de trabalho, por uma remuneração digna e contra o atraso e parcelamento dos salários.

Autor:Sindijor Norte PR