esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

08/10/2018

Jornalistas voltam à mesa de negociação com sindicatos patronais

Jornalistas voltam à mesa de negociação com sindicatos patronais
Após um longo período de silêncio por parte dos empresários da comunicação, uma nova mesa de negociação entre o sindicatos dos jornalistas do Paraná (SindijorPR) e do Norte do Paraná com representantes patronais será realizada nesta quarta-feira (10), às 10h, na sede do SindijorPR (Rua José Loureiro, 211, Centro, Curitiba).


Esta é mais uma tentativa dos sindicatos de trabalhadores de chegar a um acordo com os empresários para renovar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Impondo retrocessos previstos pela deforma trabalhista, os patrões querem liberdade para "propor" bancos e compensação de horas individuais que, na realidade, acabam com a jornada legal da categoria.


O diretor-presidente do SindijorPR, Gustavo Henrique Vidal, destaca que as tratativas em torno do banco de horas de seis meses não avançaram e espera que na mesa as propostas possam ser discutidas com objetividade. “A intransigência dos empresários impede que qualquer limite ou regulamentação dos acordos individuais sejam discutidos. Não querem, por exemplo, garantir o pagamento das horas não compensadas com base na CCT”, aponta.


Na última mesa entre trabalhadores e empresários, realizada no dia 16 de agosto, os donos dos meios de comunicação chegaram sem qualquer tipo de proposta e ainda colocaram na mesa “ofertas” que já haviam sido rechaçadas pela categoria. Entre elas a redução do valor das horas extras, fim das homologações no sindicato, liberação das demissões e dos acordos de banco de horas. Para reposição salarial, os patrões sinalizam com 2%, o que daria 0,3% de aumento real.


“Esperamos que eles realmente apresentem algo para fechar a CCT. Não podemos admitir que insistam em pautas que só vão trazer prejuízos para a categoria. O jornalista que quiser participar da mesa de negociação está convidado. Somente pressionando os patrões é que iremos impedir que rebaixem ainda mais a nossa profissão”, convoca Gustavo Henrique Vidal.
Autor:Flávio Augusto Laginski Fonte:SindijorPR