esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

07/10/2003

Sindijor repudia ameaças na Estrada do Colono

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná vem a público repudiar as ameaças de agressão física sofridas por equipes de Jornalismo e a destruição de equipamento registradas durante a cobertura da invasão da Estrada do Colono, caminho de 17,6 quilômetros que corta o Parque Nacional do Iguaçu, encurtando a distância entre o Oeste e Sudoeste do Estado. Os incidentes começaram minutos depois da ocupação da área, na sexta-feira à noite, dia 4, quando invasores tentaram proibir o trabalho dos jornalistas da TV Cataratas (Rede Paranaense de Comunicação, afiliada à Rede Globo) e destruíram o equipamento cinematográfico da emissora, num claro atentado à liberdade de imprensa e crime contra o patrimônio privado. Infelizmente, as tentativas de inibir a cobertura jornalística continuaram nos dias seguintes. Equipes de quatro jornais (Gazeta do Povo, Jornal do Iguaçu, Jornal Hoje e O Paraná) sofreram “pressão” e ameaças por parte dos invasores na segunda-feira, 6. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná repudia as tentativas de coibir a cobertura dos trabalhadores de comunicação. A entidade também cobra das lideranças políticas e sociais envolvidas na ocupação do caminho um maior controle sobre as ações praticadas nos dois extremos da Estrada do Colono, tanto em Serranópolis do Iguaçu (Oeste) quanto em Capanema (Sudoeste).

Fonte:SINDIJOR-PR - tele-fax (41) 224-9296