esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

01/07/2019

Todos saúdam os campeões do Sindijorzão 10 anos!

Foto: Joka Madruga


Acabou-se o que era doce! O Sindijorzão 10 anos chegou ao fim, mas não sem deixar saudades nos jornalistas e estudantes de jornalismo que participaram do maior e mais tradicional torneio de futsal da categoria no Brasil. A competição, que neste ano foi realizada na Apollo Center Sport, em Curitiba, começou em abril e terminou ontem (30). Foram dezenas de participantes, que puderam se divertir ao longo deste período.


Os trabalhos começaram cedo. Logo às 9h, tivemos a disputa do torneio da morte entre K-Chima Antis x Faixa Preta. O K-Chima, capitaneado pelo folclórico Adriano Rima, encontrou dificuldades para vencer o time estreante no torneio, mas carimbou mais um título ao vencer por 6 a 5.


Na sequência, a turma da melhor idade. Dinossauros da UFPR e Mujica Wanderers reeditaram a final do ano passado. Contudo, desta vez quem levou a melhor foi o Dinos, que goleou por 4 a 0 e teve como destaque o jornalista/atleta Rodrigo Soroca, eleito o melhor jogador do master deste ano.


As mulheres também fizeram uma final bonita. O Nem Uma a Menos, por ter vencido os dois turnos, jogou por um empate diante da Boleragem F.C. Mas quem disse que as jornalistas/jogadoras do Nem Uma a Menos queriam este resultado? Elas não tomaram conhecimento do time adversário e goleram por 4 a 0. O Nem Uma a Menos segue com uma campanha arrasadora: desde que estreou em 2017, a equipe da capitã Patrícia Meyer simplesmente não sabe o que é perder. É vitória atrás de vitória. Quem irá para-las em 2020?


Masculino


Os dois últimos jogos foram do masculino. Tivemos novamente a disputa de terceiro e quarto lugares, partida que tinha sido abandonada a partir de 2014, quando o jogo entre Sensacionalistas x Confraria acabou em W.O. para o Sensa. Coincidência ou não, um dos times desta decisão era o Sensacionalista, que encarou o ¿Plata o Plomo?. No duelo, destaque para os goleiros das duas agremiações e também para o diretor-presidente/jornalista/atleta Gustavo Vidal, que fez o gol da vitória do Sensacionalistas, que venceu por 6 a 5.


A grande final deste ano trouxe uma novidade: tanto o Refugos quanto o Ace ainda não haviam vencido o Sindijorzão. O Refugos, do craque/jornalista Thiago Rodrigo, era a equipe de melhor campanha, ao passo que o Ace deu uma arrancada sensacional no final. A promessa era de mais um espetáculo.


Quem ficou até o final não teve do que se arrepender. As duas equipes entregaram uma partida disputada, intensa, digna de uma final. O fator “Thiago Rodrigo” acabou pesando em favor do Refugos: além de terminar na artilharia da competição, com 23 gols, Thiago simplesmente marcou todos os gols do seu time na vitória por 4 a 3 sobre o Ace. A cereja do bolo para Thiago foi que ele também acabou sendo eleito o craque da competição.


O diretor-presidente do SindijorPR, Gustavo Vidal, agradeceu o apoio e a participação da categoria, que resultou em mais um sucesso do Sindijorzão. “Organizar uma tarefa como esta não é fácil. Tanto eu, quanto a Paula Padilha e a Adriana Barquilha nos esforçamos muito para entregar um Sindijorzão digno para os jornalistas paranaenses. É um orgulho imenso ver como este torneio está grande e faz sucesso”, comemora.


Vidal, porém, chama a atenção da categoria para algo muito importante. “O Sindijorzão é muito importante para os jornalistas, mas também é preciso lembrar que o SindijorPR não é apenas este campeonato. Estamos sempre na luta em defesa do nosso trabalho, lutando por melhores condições, piso mais justo, entre outros. Entretanto, somente com a ajuda da categoria o sindicato poderá fazer este trabalho. Para a continuidade destas ações e do Sindijorzão, é importante e necessária a sindicalização da categoria”, adverte.

Autor:Flávio Augusto Laginski Fonte:SindijorPR