esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

04/07/2022

TV da família do governador Ratinho Jr. demite jornalistas em Ponta Grossa

TV da família do governador Ratinho Jr. demite jornalistas em Ponta Grossa

A profissional completaria dez anos de dedicação ao grupo nos próximos dias; já o outro jornalista estava contratado como assistente de produção com remuneração abaixo do piso


A TV Guará, emissora de televisão do Grupo Massa, ligado à família do governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Jr., demitiu nesta segunda-feira (04/07) dois profissionais de Jornalismo: a editora-chefe do programa Destaque e que completaria dez anos no grupo nos próximos dias; e um jornalista que, apesar de ser contratado como assistente de produção (com remuneração abaixo do piso da categoria), exercia a função de pauteiro e segundo apuração do Sindicato, havia solicitado a equiparação funcional recentemente. O SindijorPR lamenta as demissões, se solidariza aos trabalhadores e já colocou sua estrutura à disposição de ambos.


Aos jornalistas desligados de seu quadro, a empresa justificou que as demissões seriam decorrentes da necessidade de corte de gastos, o que também teria motivado o fechamento das vagas – cujas funções certamente serão exercidas em acúmulo por outro(s) profissional(is). Tal situação, bem como a prática de contratar jornalistas como assistentes de produção, esquivando-se de cumprir a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos jornalistas paranaenses, já foi objeto de questionamento à empresa em outra ocasião.


O Sindijor está apurando a situação relacionada à prática de desvio de função no grupo e estuda medidas referentes a isso. Importante enfatizar que, considerando as demissões anteriores, desde 2020, a empresa já reduziu em cerca de 30% o quadro de profissionais na TV Guará.


A direção do Sindicato reitera a solidariedade aos trabalhadores, demitidos em meio ao aprofundamento da crise (social, econômica, política e também sanitária) no país e quando, apesar de a inflação acumulada passar a marca de 12% na data-base da categoria, os empresários se recusam a remunerar dignamente os profissionais que sustentam os negócios dos ‘barões da mídia’ paranaense.

Autor:SindijorPR