esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

10/02/2020

Rede Massa demite oito jornalistas

Rede Massa demite oito jornalistas

O ano de 2020 nem bem iniciou e, infelizmente, já temos o primeiro passaralho do ano. Os cortes aconteceram na Rede Massa, de propriedade do apresentador Ratinho, pai do governador do Paraná Ratinho Júnior. Foram 11 profissionais demitidos somente em Curitiba, dos quais oito são jornalistas.


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR) está acompanhando o caso para ver se configura demissão coletiva, o que contraria a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria.


Entre os demitidos, muitos profissionais reconhecidos no mercado, com mais de dez anos de casa. O diretor-presidente do SindijorPR, Gustavo Vidal, reclama do descaso dos patrões com os jornalistas. “É revoltante ter que noticiar este tipo de situação mais uma vez. Já tivemos alguns passaralhos em 2019. Pelo visto, começou cedo este ano. Como que a categoria irá trabalhar em paz sendo que o risco de demissões ronda as redações a todo instante?”, indaga.


Vidal informa que, caso seja caracterizado demissão coletiva, o sindicato irá acionar o seu jurídico para as devidas providências. “Não abriremos mão da nossa CCT. É preciso respeitá-la. Se for comprovado de que a Rede Massa tenha passado por cima do nosso acordo, iremos tomar medidas para que o acordo seja respeitado”, informa.


O diretor-presidente lembra ainda que teremos campanha salarial este ano e que a participação do jornalista é fundamental. “Temos patrões e governo dispostos a prejudicar a categoria. Mais uma vez, ressalto da importância em se sindicalizar. Um SindijorPR forte é de interesse para os jornalistas. Filie-se, participe das assembleias. Só assim poderemos resistir às tentativas de nos enfraquecer”, salienta.

Autor:Flávio Augusto Laginski Fonte:SindijorPR