esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

28/05/2019

SindijorPR pede que lideranças bolsonaristas orientem seus apoiadores a respeitar jornalistas


Foto: Mariana Franco Ramos


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR) solicitou ao deputado estadual Fernando Francischini (PSL-PR), uma das lideranças mais próximas ao presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) no estado, que oriente seus apoiadores e seguidores a respeitarem os jornalistas que trabalham na cobertura de atos promovidos por grupos de direita e extrema-direita. O pedido foi feito logo após a coletiva de imprensa promovida pelo deputado para avaliar os atos no Paraná.

No último domingo (26), três profissionais e um estudante de jornalismo foram violentamente agredidos e censurados durante manifestação a favor do governo em Curitiba. Houve agressões verbais, socos e empurrões. Alguns jornalistas narraram situações em que militantes apontavam de cima do carro de som onde estariam os profissionais que deveriam ser expulsos do ato. Houve casos de repórteres que precisaram esconder seus crachás com medo de serem vítimas de violência.


Francischini se comprometeu a conversar com as lideranças dos grupos bolsonaristas para orientar que, em caso de novas mobilizações, haja respeito ao trabalho e à integridade dos profissionais de imprensa. Também se propôs a marcar uma reunião com o SindijorPR. Publicou, ainda, breve nota em suas redes sociais repudiando as agressões.


O Sindicato seguirá se pautando pelo respeito aos jornalistas e ao direito do livre exercício profissional, condições essenciais para a vida em democracia. Quanto aos envolvidos nas agressões do dia 26, o SindijorPR espera que sejam identificados e punidos com o rigor da lei.


Saiba mais: Pelo fim das agressões a jornalistas


Autor:Direção SindijorPR