esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

03/05/2019

Largou a mãe com fome e foi ao Sindijorzão


Foto: Joka Madruga


Talvez você, que nunca jogou o Sindijorzão, não entenda a magnitude dessa competição. Um exemplo disso foi o que presenciei durante a segunda rodada do torneio.


Sabemos que é comum os personagens folclóricos do Sindijorzão frequentarem as manchetes da imprensa esportiva internacional. Nesses dez anos já perdi a conta de quantos atletas ficaram conhecidos.


E quando eu achava que já tinha visto de tudo nesse torneio, ‘alguém’ passou dos limites. O nome do cidadão de bem é JC Cambalhota. Atleta conhecido por pegar os atalhos, dentro de quadra, pra descer a porrada no adversário.


Como se não bastasse todo esse status, JC Cambalhota passou a fazer exibições artísticas e, na 10ª edição do Sindijorzão, foi além.


Na última partida do Che, JC aplicou um movimento de capoeira dentro de quadra. Todos pararam pra ver aquilo. Parecia Matrix (quem não se lembra do Keanu desviando das balas dos ‘revorvi’?).


Para sorte de todos, tudo isso foi registrado pelo grande repórter fotográfico Joka Madruga. Com seus olhos de lince, capturou JC Cambalhota executando seu mais novo atributo técnico. Histórico!


Bom...


Instantaneamente JC desbancou todos os youtubers brasileiros em popularidade. As lives com o zagueirão não paravam de pingar nas redes sociais. Ele não parava de dar entrevistas. Já falava num novo movimento, um tal de plié... do balé.


E olha como as coisas são doidas hoje em dia. Minha prima acabou de mandar um whats com um gráfico que mostra o perfil do JC Cambalhota e o do Messi. Você acredita que o atleta do Che Garotos, dançando capoeira, ofuscou o craque do Barcelona?


Porém, aaaaaa porém... depois de todo esse enredo feliz, quase um case de sucesso, a fama veio cobrar.


Enquanto ele estava nos holofotes, se esbaldando no Sindijorzão, se esqueceu da sua querida mãe, que aguardava o almoço.


Por sorte, num momento de lucidez, assessorado pelo staff do Che Garotos, foi convencido a ir comprar comida pra coroa.


O desfecho disso tudo foi o seguinte...


O elemento saiu rapidamente da Apollo e foi procurar uma refeição pra sua mãe. Após alguns minutos, como se surgisse o diabo da ‘taz mania’, JC Cambalhota reapareceu bebendo todas as cervejas possíveis.


VA GA BUN DO.


Eu já estava prestes a fazer igual o Hendryo Maradona, descer uma garrafada no indivíduo, mas, pra sorte dele, preferi trocar uma ideia: “você não tinha que levar comida pra sua mãe, porra?”.


Ele me olhou e começou a explicar:


“Cara, eu fui num costelão. Ia demorar pro rango ficar pronto, tá ligado? Então pedi e fiquei esperando. Aí comecei a tomar uns goles por lá, foi quando veio uma luz e disse: ‘enquanto eles preparam a parada, é melhor voltar pro Sindijorzão’. Aí vim”. “E sua mãe?”. Ele me olhou com um sorriso bizarro e respondeu: “foda”.


Depois saiu. Me deixou falando...


Olha o tipo desse cara.


Gostaria de saber se alguém com saúde mental deixaria sua mãe com fome por causa do Sindijorzão. Não responda...


De fato, vivemos o fim da era do humanismo. VERGONHA.


Ah! E já que eu falei em vergonha. Mudando de assunto. Dando uma cambalhota no leitor. Vergonhosa mesmo foi a atitude da Band.


Como é que pode os caras fecharem um acordo pra transmitir o futebol feminino e excluírem o Sindijorzão? E o pior, nem me avisaram?


Quer dizer então que o clássico Boleragem x Nem Uma a Menos não será transmitido? Tanta história, tradição e rivalidade serão ignorados? Vergonhoso.


De qualquer forma, essa partida tem tudo pra ser o jogo do ano!


Infelizmente não assistirei. Como eu tinha certeza que a Band iria transmitir e comovido com o descaso do JC Cambalhota, vim visitar minha mãe.


Boa terceira rodada.


*Em tempo: Che x Sensa é rivalidade fake. Coisa de redes sociais. Tudo amiguinho. Inclusive estavam marcando churrasco.

Autor:Jornaldo