esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

19/02/2019

Instituto Por.De.Para.Mulheres busca estudantes de jornalismo voluntários para evento



O Instituto política por.de.para mulheres realiza no dia 11 de março, a partir das 18h, no Teatro da Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR), o lançamento do livro “Gênero e Resistência”, fruto das pesquisas apresentadas no II Encontro de Pesquisa da por/de/sobre mulheres (2018). O evento tem como convidadas Manuela D’Ávila, candidata a vice-presidenta da República na última eleição, e Diva Guimarães, professora paranaense que ganhou repercussão nacional ao falar sobre preconceito racial no Brasil durante a Feira Literária de Paraty (Flip) de 2017.


Embora recente, a atuação do Instituto Por.De.Para Mulheres tem adquirido maior amplitude, atraindo milhares de inscrições a cada processo seletivo e projeto idealizado. Todas as iniciativas são realizadas com autofinanciamento e graças a voluntários e, dada a repercussão do projeto, que tem relevância político-social, tornou-se imprescindível buscar a participação de profissionais e estudantes capazes de ampliar a transparência do projeto e o diálogo com os principais meios de comunicação, instituições e atores sociais.


Assim, para somar ao evento e ao Instituto, o Coletivo Chega Junto de professores e estudantes de jornalismo do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR) está colaborando na seleção de três estudantes para assessoria universitária do projeto. A ideia é divulgar o encontro em meios de comunicação locais por meio de releases produzidos pelo próprio Instituto.


Os estudantes também auxiliarão na organização do evento e no credenciamento da imprensa, assim como na comunicação com jornalistas. Os selecionados vão integrar a equipe de comunicação formada por profissionais voluntários que organizarão coletivas de imprensa com as participantes ou entrevistas individuais e a transmissão ao vivo.


A diretora de formações do SindijorPR, Silvia Valim, será responsável pelas instruções iniciais do trabalho, que tem fins de aprendizagem acadêmica e colaboração com a causa do Instituto, que é levar formação política para mulheres.“Esse é um incentivo à participação dos estudantes, além de uma forma de ampliar a produção acadêmica e colocar em prática conceitos aprendidos em sala de aula. Para os professores do coletivo, não há problema em utilizar as produções voluntárias para a própria disciplina de assessoria de imprensa, por exemplo”, explica Valim.


Os selecionados receberão certificação de horas complementares pelo Instituto Por.De.Para.Mulheres e pelo Sindicato dos Jornalistas do Paraná, com apoio do Coletivo ChegaJunto.


Os estudantes de jornalismo interessados devem enviar currículo para Silvia.v@sindijorpr.org.br até o dia 23/02 e os critérios de seleção serão:

- Plena capacidade para as atividades
- Ordem de recebimento da candidatura
- Disponibilidade de horário 
- Ter sido aprovado ou estar cursando a disciplina de assessoria de imprensa.


Jornalistas que tiverem interesse em colaborar podem entrar em contato diretamente com o Instituto.
Autor:Instituto política por.de.para mulheres