esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

25/07/2018

25 de julho é Dia Internacional da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha



O Dia Internacional da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha, 25 de julho, começou a ser celebrado oficialmente em 1992, na República Dominicana, com a ideia de que as mulheres discutissem gênero, raça e classe empoderadas. A data entrou no calendário de lutas brasileiro a partir de 2014. Foi instituída pela presidenta eleita Dilma Rousseff (PT), em homenagem a Tereza de Benguela, mulher negra que liderou seu quilombo, símbolo de resistência do Brasil escravocrata e mulher invisibilizada pela história oficialmente contada.


No jornalismo, não existem dados estatísticos sobre raça com o recorte de gênero, mas, de acordo com pesquisa de 2013 da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), 23% dos jornalistas eram negros e negras.


Saiba mais neste link

(Fonte: Coletivo Feminista Nísia Floresta. Foto: Roda de Conversa Gênero, classe e raça da CUT Paraná, 25/07/2018)


Autor:SindijorPR