esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

04/10/2017

Jornalistas do Paraná concorrem ao prêmio Professor Imprensa

Jornalistas do Paraná concorrem ao prêmio Professor Imprensa

O prêmio Professor Imprensa, que chega a sua terceira edição e busca premiar os professores e projetos mais inspiradores no curso de comunicação social em todo o Brasil, vai contar com sete professores paranaenses em três categorias: melhor professor universitário de comunicação; coordenador de projeto laboratorial e orientador de TCC da região sul. Destes sete docentes, cinco são jornalistas.


A jornalista, professora do Centro Universitário Uninter e diretora de cultura e eventos do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR), Silvia Valim, concorre em duas categorias: a de melhor professor de comunicação e de coordenação de jornal laboratório. "É uma sensação maravilhosa, uma honra mesmo. Só o fato de ter sido indicada já me deixa comovida, ainda mais por estar em duas categorias. Agradeço aos meus alunos que me inspiram diariamente e me colocaram nesse prêmio", afirma.


A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) tem dois professores finalistas. Suyanne Tolentino, na categoria coordenação de jornal laboratório, e Julius Vinicius Marques Nunes, em orientador de TCC. Eles falam um pouco desta indicação. “Sempre é interessante ser lembrada pelos estudantes. É ótimo ver que eles aprovam o trabalho desenvolvido. Estamos sempre buscando inovações e isso mexe com os estudantes. Estar nesta disputa já é uma grande vitória”, avalia Tolentino.


“Recebi a notícia com muita alegria. Orientar trabalhos de conclusão de curso é algo que gosto muito, pois é o momento em que vemos o quanto os estudantes se desenvolveram ao longo da vida acadêmica. É uma época de estresse e preocupação para os estudantes, mas também de uma grande realização para eles, já que é a etapa final do curso. Estou muito contente em ser um dos finalistas e esta indicação, que partiu dos estudantes, uma forma de reconhecimento, já é, em minha opinião, um prêmio”, resume Nunes.


De Cascavel, oeste do Estado, o professor Luiz Carlos Sonda, do Centro Universitário da Fundação Assis Gurgacz (FAG), comemora a indicação. "Não estava esperando ser indicado, mas fico feliz em ver que os estudantes se mobilizaram para que eu fosse indicado. É a coroação de um grande trabalho que desenvolvemos aqui e fico contente em ser parte disso", conta.


Fechando a lista, temos o professor e jornalista Felipe Harmata, da Universidade Positivo. “Foi muito legal estar entre os melhores. Fico feliz porque a votação é feita pelos estudantes e demonstra que estamos no caminho certo. Independentemente de ganhar ou não, já me considero um vencedor, pois saber que os estudantes gostam do trabalho que desenvolvo é melhor do que qualquer prêmio.


A votação estará aberta até o dia 31 de outubro e pode ser feita neste link

Autor:Flávio Augusto Laginski Fonte:SindijorPR