esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

13/07/2017

Abraji disponibiliza questionário para discutir assédio contra mulheres jornalistas

Abraji disponibiliza questionário para discutir assédio contra mulheres jornalistas

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em parceira com a Gênero e Número, lançou em seu site um questionário para mapear a diversidade de gênero nas redações, bem como para identificar eventuais problemas sofridos pelas jornalistas no ambiente de trabalho.


Um dos motivos para a Abraji promover este debate é fato do assédio a repórteres mulheres no exercício da profissão serem constantes. A associação entende que é necessário que este problema seja compreendido e combatido.


O questionário, que também é aberto a jornalistas homens, traz perguntas sobre o ambiente profissional, o perfil das profissionais, a relação com fontes e questões específicas sobre assédio e desenvolvimento na carreira..


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR) apoia a iniciativa da Abraji. A diretora de cultura e eventos e do sindicato, Silvia Valim, incentiva a categoria a responder o questionário. “É fundamental que a discriminação e qualquer tipo de ameaça contra as jornalistas sejam combatidos. Acredito que o questionário poderá jogar uma luz sobre o assunto e ser um pontapé inicial para identificar a situação vivida nas redações de todo o Brasil”, afirma.


O link para as perguntas pode ser encontrado aqui.

Autor:Flávio Augusto Laginski Fonte:SindijorPR