esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

05/04/2017

SindijorPR lamenta decisão de promotoria em concurso para estagiário em Toledo


Um concurso para estagiário na Câmara Municipal de Toledo, oeste do Estado, está dando o que falar. O edital para o teste seletivo informava que seriam disponibilizadas 12 vagas, das quais seis eram para estudantes de comunicação social (três de jornalismo e três de publicidade e propaganda). Contudo, a 4.ª Promotoria de Justiça da cidade expediu uma Recomendação Administrativa, alegando que a função seria incompatível com o trabalho nos gabinetes, e pedindo que as vagas sejam destinadas para estudantes de Direito e Ciências Contábeis.



O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR) tomou conhecimento do ocorrido e entendeu como inoportuna a recomendação, uma vez que os gabinetes dos vereadores não se restringem apenas a discutir leis, mas também abrangem diversas outras áreas profissionais.



A diretora financeira do SindijorPR, Maigue Gueths, enviou um ofício para a Câmara do município. “Não faz sentido algum esta recomendação. É normal os gabinetes contarem com assessoria de imprensa, produção de reportagens, notícias, releases, entre outros. Esta atividade é exclusiva de jornalistas”, avalia.


A Câmara de Toledo respondeu ao ofício, dizendo que os editais n.º 01/2017 e 02/2017 foram revogados e que um novo edital, exclusivo para estudantes de Direito e Ciências Contábeis será elaborado. Foi dito também que será aberto um edital para acadêmicos de jornalismo, que ficarão lotados no departamento de comunicação da casa, em vez de trabalhar nos gabinetes.


O SindijorPR estará de olho caso estudantes de outros cursos estejam desempenhando funções de jornalista.
Autor:Flávio Augusto Laginski Fonte:SindijorPR