esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

23/06/2016

Descaso: Patrões aparecem sem proposta e nova reunião é marcada

Descaso: Patrões aparecem sem proposta e nova reunião é marcada
Foto: Flávio Augusto Laginski

Ao que parece, os patrões estão querendo “empurrar com a barriga” as negociações envolvendo a reposição salarial dos jornalistas. Em nova rodada, realizada nesta quinta-feira (23), na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná (SindijorPR), os representantes das empresas de comunicação sequer apresentaram proposta. Pediram apenas que haja uma nova reunião, marcada para o dia 29 de junho, às 10h, na sede do SindijorPR (Rua José Loureiro, 211, Centro).

A contraproposta dos jornalistas, de fim das demissões, 2% de aumento real, 9,83% de reposição da inflação dos últimos 12 meses (medida pelo INPC) e atendimento de cláusulas não econômicas, aprovada em assembleia, ainda não foi respondida. “Não pedimos nada além dos limites possíveis das empresas. Esperamos que na próxima mesa os sindicatos patronais nos tragam valorização e respeito”, ressaltou o diretor-presidente do SindijorPR, Gustavo Vidal.

Os donos dos veículos insistem para que a categoria entenda a “situação complicada” pela qual alegam estar. Contudo, é importante frisar que o custo de vida do jornalista também subiu, e muito. “Insistir em uma 'reposição' que sequer cobre a inflação vira uma afronta para os jornalistas”, respondeu Ayoub Hanna Ayoub, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná.

Gustavo Vidal destacou que os empresários não ofereceram nada em benefício do trabalhador, além do que está previsto na Convenção Coletiva. “Vocês precisam pensar mais no jornalista e menos no bolso. Estamos lutando para que, ao menos, tenhamos o salário reposto e vocês nem isso querem dar. Com que cabeça acreditam que jornalistas trabalham neste momento nas redações?”, indagou.

Mobilização
Para a reunião do dia 29, o SindijorPR pede que, quem puder, novamente vista branco ou a camiseta da campanha salarial, dada pelo Sindicato. Tirem fotos e vídeos em seus ambientes de trabalho e mandem para a gente, usando as hashtags#LutaJornalista e #PrimeiramentePagueMeuReajuste. Toda a categoria está convidada a participar da reunião.

Autor:Flávio Augusto Laginski e Gustavo Vidal Fonte:SindijorPR