esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

19/05/2016

Zero derrubado. Agora a luta é por avanços

Zero derrubado. Agora a luta é por avanços
Foto: Flávio Augusto Laginski

A mobilização de jornalistas nesta semana em todo o estado surtiu efeito. Rechaçando o reajuste zero, proposto pelas empresas de comunicação, a categoria conseguiu hoje (19) um compromisso dos sindicatos patronais, que vão apresentar posição sobre todos os itens da pauta reivindicações.


Presentes à mesa de negociação, na tarde desta quinta-feira, na sede do SindijorPR, jornalistas acompanharam as justificativas patronais para insistir no não repasse da inflação de 9,83% aos salários dos trabalhadores. As principais alegações seguem as mesmas: crise nos meios de comunicação, incertezas no futuro do Brasil e dúvidas se a economia do país vai melhorar.


O secretário de comunicação da Central Única dos Trabalhadores, Daniel Mittelbach, respondeu esse argumento lembrando que “não é bem isso que os jornais vêm mostrando ultimamente, já que os editoriais apontam otimismo com o governo provisório do país. Não dá para entender, então, o porquê de demonstrarem medo quando vocês mesmos estão noticiando que tudo vai melhorar”.


Presidente do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná, Ayoub Hanna Ayoub questionou a falta de resposta aos itens da pauta. “Aguardávamos um posição sobre as reivindicações e não a insistência numa proposta que apenas trava a negociação e desrespeita jornalistas, excluindo-os de qualquer valorização profissional”, destacou.


Após ouvirem argumentos de jornalistas e de diretores dos sindicatos, os representantes patronais pediram então para se reunir em particular. No retorno, apresentaram o compromisso de responder a toda pauta de reivindicações e uma proposta à reposição da inflação, com base o índice de 9,83% proposto pelos jornalistas.


A terceira mesa de negociação acontece no dia 02 de junho, às 14h, novamente no SindijorPR. “Conseguimos destravar a negociação e retirar a proposta de 0%. Agora vamos intensificar as mobilizações da categoria para buscar avanços nas nossas reivindicações. Esperamos uma proposta séria, que leve em conta o respeito pela atuação de jornalistas pelo estado, garantindo a valorização que esses profissionais merecem. Zero nunca mais”, afirma Gustavo Vidal, diretor-presidente do SindijorPR.

Autor:Flávio Augusto Laginski e Gustavo Vidal Fonte:SindijorPR