esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

02/10/2014

Conheça os candidatos que assinaram a Plataforma do Sindijor

Conheça os candidatos que assinaram a Plataforma do Sindijor

No processo eleitoral deste ano, o Sindijor lançou a “Plataforma pelos direitos dos jornalistas, em defesa da mídia pública e da democratização da comunicação”. Veja se o seu candidato valoriza o jornalista profissional. Caso não, a urna é uma ótima forma de se manifestar


Eleições 2014 e comunicação democrática. A luta histórica do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná por uma comunicação plural ganhou apoio de alguns candidatos no atual processo eleitoral. A “Plataforma pelos direitos dos jornalistas, em defesa da mídia pública e da democratização da comunicação” foi elaborada com itens aprovados no Congresso Estadual dos Jornalistas, que aconteceu em março deste ano. “Infelizmente são poucos os que se colocam na defesa de um jornalismo verdadeiramente, voltado aos interesses públicos. A partir das assinaturas, acredito que os jornalistas e a sociedade têm um bom indicador para saber em quem votar nestas eleições”, defende Guilherme Carvalho, presidente do Sindijor.


Para a direção do Sindijor, era obrigação de todos os candidatos, principalmente os que centralizam a disputa para governo, se posicionar em defesa de uma comunicação democrática. Porém, fechar os olhos da sociedade parece uma prática recorrente entre os que almejam o Palácio Iguaçu. Dos “grandes” ao pleito executivo, não houve qualquer manifestação.


Não se pode esquecer que a RTVE - Rádio e Televisão Educativa do Paraná; emissora destinada a atender à sociedade paranaense, está sem concurso público desde a década de oitenta. No seu conselho curador, a participação popular e dos movimentos sociais é nula e sua administração está sucateada (com contratos precários dos seus trabalhadores, além de se tornar um braço privatizado dos interesses majoritários de quem está no poder no estado).


Comunicação Plural: este tema é prioridade numa democracia, menos nas companhas no Brasil. Infelizmente não foi uma característica exclusiva da disputa no Paraná. O que fica claro é que construir uma sociedade pensante não interessa aos políticos, já que esses detém boa parte das concessões midiáticas no país, que são públicas – vale salientar.


A sociedade precisa ficar atenta, valorizar os candidatos que apoiam o respeito ao jornalista profissional e a mídia pública. Não esqueça, o jornalismo tem como atividade fim a utilidade pública. A liberdade de imprensa é o principal reflexo de uma sociedade verdadeiramente democrática. Por isso, a diretoria do Sindijor, em nome dos jornalistas profissionais do Paraná, valoriza os candidatos que publicamente apoiam a plataforma.


Confira os políticos que estão ao lado dos jornalistas paranaenses:


Governo


Bernardo Pilotto (PSOL) – 50

Rodrigo Tomazini (PSTU) – 16


Senado

Evandro Castagna (PSTU) – 160

Marcelo Almeida (PMDB) – 151

Ricardo Gomyde (PC do B) – 650

Professor Piva (PSOL) – 505


Deputada/o Federal


Thiago Bagatin (PSOL) – 5050

André Vieira (PT) – 1303

Nilton Bobato (PC do B) – 6513

Ulisses Kaniak (PT) – 1357

Prof. Marlei (PT) – 1313


Deputada/o Estadual


Luciano Egidio Palagano (PSOL) – 50123

Tadeu Veneri (PT) – 13131

João Bombardelli (PSC) – 20200

Alex Julio Barbosa (PSOL) – 50174

Márcio Pacheco (PPL) – 54100

José Carlos Schiavinato (PP) – 11223

Rasca Rodrigues (PV) – 43123

Mauri Gauer (PSOL) – 50050

Prof. Josete (PT) – 13613

Professor Lemos (PT ) – 13013

Toni Reis (PC do B) – 65123

Autor:Regis Luís Cardoso Fonte:SindijorPR