esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

25/07/2014

Assembleia decisiva para jornalistas dia 28/07

Assembleia decisiva para jornalistas dia 28/07
Reunião realizada nesta manhã (25) na sede do Sindijor (*foto: Regis Luís Cardoso)

Marcada para próxima segunda-feira (28), encontro entre os trabalhadores irá avaliar as propostas do patronal. Em reunião nesta manhã (25), os empresários propuseram o reajuste da inflação e a manutenção integral da atual CCT. O piso diferenciado não foi discutido e as mobilizações mostraram resultados positivos. Curitiba, Londrina, Ponta Grossa, Foz e Cascavel confirmaram datas


Jornalistas convocados para decidir a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho 2014. Nesta manhã (25), representantes dos trabalhadores jornalistas e das empresas de comunicação do Paraná se reuniram. O objetivo do Sindicato era destravar os impasses entre as partes e dar continuidade a mesa de negociação. “Acredito que ambos saímos frustrados da negociação. O Sindijor não alcançou o aumento real, mas vamos levar isso para Assembleia e discutir com a categoria”, explicou Guilherme Carvalho, presidente do Sindicato dos trabalhadores.


Agora todos os trabalhadores estão convocados para Assembleia no dia 28 de julho, na sede do Sindijor, em Curitiba, das 19 horas em primeira chamada e 19h30 em segunda chamada. As pautas propostas pelos patronais são: manutenção de todas as cláusulas da atual CCT e reajuste da inflação (4,84%), mais pagamento do retroativo. 


Assembleias: 


Dia 28/07:

Além da capital paranaense, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná confirmou Assembleia às 19 horas em Londrina – Rua Samuel Wainer, nº 17 – Jardim Mediterrâneo. A subseção de Foz do Iguaçu confirmou Assembleia na sede do Sindijor Foz, às 19h30 - Avenida Pedro Basso, 661 sala 22 –Garden Executive, Bairro: Pólo Centro. Em Cascavel, o encontro dos jornalistas será na APP Sindicato, também às 19h30 - Rua Francisco Bartinik, 2017. 


Dia 29/07:

Em Ponta Grossa a Assembleia será às 19h30 (20 horas em segunda convocação), no Decom da UEPG (Departamento de Comunicação, Campus Central – Praça Santos Andrade, n.º 01 – Centro). 



Mobilização: um fato que precisa ser destacado é que não houve discussão sobre o piso diferenciado. A pauta não foi levada à mesa de negociação por parte do patronal e isso mostra a força do #jornalistasmobilizados e do “Dia do Preto e Roxo”. A direção do Sindijor enaltece a união da categoria, seja no interior ou na capital, os trabalhadores mostraram que 'juntos somos mais fortes'. “As mobilizações foram fundamentais para demonstrar que a categoria não aceita redução de direitos. Pode ser vista como um processo pedagógico de que a organização coletiva traz resultados positivos”, completa o presidente do Sindijor.


Balanço das negociações no Brasil


Segundo dados do DIEESE, em 2013 aproximadamente 95% das negociações conquistaram reajustes acima da inflação medida pelo INPC-IBGE. Este ano, as empresas de comunicação propuseram apenas a inflação, indo na contra mão da maioria das categorias que conquistam reajustes acima do índice reposto. A tendência era superior em 2012, quando os aumentos reais atingiram quase 98% das categorias. O comparativo entre os períodos é que em 2013 os ganhos foram, em média, de 2,8% acima do INPC-IBGE, em 2012 os ganhos foram de 5,6%.


Ação: No próximo domingo (27), os jornalistas irão ao Parque Barigui distribuir Carta Aberta à População. O ato será às 10 horas, em frente ao parque de exposição, e todos estão convidados. "O objetivo é tornar pública nossa manifestação. O jornalismo é uma atividade que envolve interesses públicos", conclui Guilherme Carvalho.


Mais informações sobre a Campanha Salarial aqui. 

Autor:Regis Luís Cardoso Fonte:Sindijor