esqueci minha senha / primeiro acesso

notícias

02/09/2003

Folha de S. Paulo comprova gastos de Lerner com matérias

Uma reportagem do jornalista Fernando Rodrigues da Folha de S. Paulo denunciou hoje, 2 de setembro, o que os profissionais da imprensa do Paraná já sabiam há muito tempo: na administração anterior, diversas empresas jornalísticas “lotearam” seu espaço editorial para que o governo do Estado publicasse matérias de seu interesse. Do total de R$   86,129 milhões gastos com publicidade e propaganda no ano passado, o governo Jaime Lerner dedicou R$   6,418 milhões para a compra de “reportagens”.
Trata-se de uma das maiores comprovações da existência de matérias pagas via notas fiscais no país. Quatro veículos do Paraná filiados à Associação Nacional de Jornais (ANJ) descumpriram a determinação de não vender espaços editoriais. São eles: O Estado do Paraná, Diário dos Campos, Diário Popular e Tribuna do Norte.
O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná expressa sua mais veemente reprovação à prática da matéria paga e entende que ela é imoral antes de tudo, apesar da cobertura de legalidade que ganha. O sindicato ainda enfatiza que a compra de propaganda de qualquer natureza em hipótese alguma pode interferir na produção editorial. O Sindijor defende que o Poder Judiciário, o Ministério Público e o Tribunal de Contas adotem uma postura rigorosa em relação à natureza dos gastos publicitários. Agindo assim, as instituições democráticas estarão dando uma contribuição significativa para que a imprensa seja mais independente e isenta. Na edição deste mês do jornal Extra Pauta, será abordado um tema correlato: as pautas NQM na imprensa do Estado.

Fonte:SINDIJOR-PR - tele-fax (41) 224-9296